Latest News

Anne de Green Gables, a série que todos deveriam ver


Cenário idílico, atuações cativantes e uma história que vai despertar múltiplas emoções dentro de você: todo mundo deveria assistir Anne de Green Gables em algum momento da vida. A série, produzida nos anos 80, é daquele tipo que agora a gente raramente vê na telinha. Fala de amor em família e de amizade, de compreensão e tolerância, e também de uma imensa vontade de aprender e se fazer uma pessoa de valor. Mas não pense que se trata de algum dramalhão! Na verdade, a história é bastante divertida, cheia das travessuras da sapeca Anne.

A série teve três filmes para a TV com o mesmo elenco: Anne of Green Gables (1985), Anne of Green Gables: The Sequel (1987) e Anne of Green Gables: The Continuing Story (2000). Os roteiros são baseados nos livros de sucesso mundial escritos pela canadense Lucy Maud Montgomery no começo do século XX. A trilogia foi produzida e dirigida por Kevin Sullivan inicialmente para a Canadian Broadcasting Corporation. Mais tarde, foi ao ar pela CBC Television como uma minissérie em duas partes, e ficou entre os programas de maior audiência. Em 1986, o filme foi ao ar na PBS nos Estados Unidos.

Anne Shirley e Gilbert Blythe

A história original

Anne de Green Gables começa quando o já idoso Matthew Cuthbert (Richard Farnsworth) e sua irmã solteirona, Marilla (Colleen Dewhurst), decidem adotar um menino para ajudar no trabalho da fazenda. Mas o orfanato equivocadamente manda uma garota - uma ruivinha bastante faladora que, para os propósitos iniciais, não seria de nenhuma utilidade. É Anne Shirley (Megan Follows) que, quando chega à Fazenda Green Gables, na ilha Prince Edward, é uma criança precoce, romântica e desesperada por ser amada.

Matthew se encanta com a faladora Anne
Anne é altamente sensível sobre seu cabelo vermelho e logo consegue insultar a matriarca da cidade, Rachel Lynde, em uma disputa sobre sua aparência. Mais tarde, ela vai quebrar uma lousa sobre a cabeça do seu colega Gilbert Blythe (Jonathan Crombie) quando ele a chama de "cenourinha" durante seu primeiro dia na escola.

Parece que Anne está destinada a cultivar o desastre. Assim, ela simplesmente teria que voltar para o orfanato. Mas, quanto mais tempo Anne fica em Green Gables, mais ninguém pode imaginar viver sem ela!


Ela se torna "amiga do peito" de Diana Barry (Schuyler Grant) e encontra sua razão de ser no mundo acadêmico, competindo com Gilbert que se torna seu adversário. Anne e Gilbert ganham os mais altos elogios acadêmicos, constantemente competindo por honras em todos os níveis. No entanto, ele está disposto a abrir mão de suas conquistas para permitir que ela fique em Green Gables e continue a apoiar Marilla.

Personagens inesquecíveis

Anne Shirley - temperamental, brilhante e inquieta, pronta para agradar, romântica e extremamente imaginativa. Anne tem 11 anos, mas é bastante madura para sua idade. Passou a infância em orfanatos ou na casa de estranhos, mas isso não a abateu. Como uma criança cheia de imaginação, Anne é alegre, ama os livros e se adapta rapidamente. Ao conhecer Marilla e Matthew, diz que eles são  suas "almas gêmeas".

Marilla Cuthbert - uma mulher austera mas justa que se opõe à conduta imaginativa e incomum de Anne por achar que leva à negligência de responsabilidade. A experiência de vida com a órfã, no entanto, afeta profundamente os caminhos de Marilla, despertando nela sentimentos maternais. Embora conservadora e austera, ela ama Anne e tem até seus momentos de senso de humor.

Anne e Marilla
Gilbert Blythe - quando o ator Jonathan Crombie faleceu, em abril de 2015, muitas fãs foram às lágrimas. E não é para menos. Ao longo da trilogia, Gil se torna de um menino travesso no cara com quem toda garota quer casar: seguro, bonito, protetor, dedicado e inteligente. Só falta mesmo que Anne veja isso tudo!

Rachel Lynde - todo mundo conheceu uma senhora dessas! Vizinha de Matthew e Marilla, a Sra Lynde é um amálgama de vícios e virtudes. Ela é diligente, prestativa e faz trabalho para a igreja, mas também é famosa por ser intrometida e fofoqueira. Embora ela e Anne comecem com o pé errado, elas logo se tornam muito próximas.

Diana Barry - mais uma das "almas gêmeas" de Anne, é a companheira de infância que toda menina sonha ter. Ela e Diana se tornam melhores amigas assim que se conhecem. Anne admira Diana por ela ser bonita e por sua boa disposição. Além disso, Diana é uma amiga leal.

Cenário: a Ilha Príncipe Eduardo e Avonlea

A Ilha Principe Eduardo é uma pequena província canadense localizada ao Norte da Península da Nova Escócia. A paisagem da ilha é pastoral, com colinas, bosques, praias de areia branca, enseadas e o solo vermelho que deram ao lugar a reputação de lugar de grande beleza natural.


A paisagem exuberante da ilha teve uma forte influência sobre a autora Lucy Maud Montgomery, que nasceu lá em 30 de novembro de 1874. Como sua mãe morreu quando Maud tinha apenas 21 meses de idade, o pai deu a custódia dela aos avós maternos que viviam ali na comunidade de Cavendish, onde a escritora teve uma criação rigorosa.

Grande parte da infância dela foi passada sozinha, admirando os campos do lugar e criando muitos mundos e amigos imaginários. Assim nasceu Avonlea, a pacata cidadezinha imaginária da ilha onde Anne vai viver. É uma comunidade rural calma, quase parada no tempo, onde todos se conhecem e convivem.

Marilla, Rachel e Anne

Trailers

Anne of Green Gables:


Anne of Green Gables: The Sequel:

 

Anne of Green Gables: The Continuing Story:


A restauração

Anne of Green Gables foi filmado em película de 16mm em meados dos anos 1980, que era inerentemente granulada. Mais tarde, o filme original foi transferido para uma fita de vídeo analógico, que tendia a degenerar de cópia para cópia, tornando a versão original do filme em VHS e DVD mais granulada ainda. Então, se você tiver em mãos uma cópia antiga, vai ter que se acostumar com isso.

Anne e a melhor amiga Diana
Uma edição de colecionador foi criada em 2005, apenas com restauração para definição padrão de fita beta digital e só no formato 4: 3. Mas em 2011, a produtora Sullivan Entertainment transferiu o filme para HD. Essa nova restauração buscou recuperar a cor original, as trilhas sonoras foram remasterizados e remixados em Dolby 5.1, e negativos widescreen 35mm foram criadas em um formato 16: 9.

A restauração HD foi capaz de preservar o máximo de nitidez e informações do negativo original, com uma paleta de cores mais cinematográfica. A diferença entre a restauração HD de 2011 e a restauração de 2005 também pode ser encontrada no número de linhas; a nova restauração oferece 1080 linhas, enquanto a anterior tinha 525 linhas. Como resultado do aumento da informação, todos os quatro filmes de Anne agora podem ser exibidos em qualquer televisor widescreen sem vídeo degeneração.

Veja nesse vídeo a comparação entre cópias original e restaurada:


Imagens: Sullivan Entertainment e Government of Prince Edward Island
Postar um comentário

Charmed Séries News Designed by Templateism.com Copyright © 2014

Imagens de tema por Jason Morrow. Tecnologia do Blogger.